O Papa reitera proximidade ao povo do Líbano ao receber o premier do País dos Cedros

Além de reiterar sua proximidade ao povo libanês, que vive um tempo de grande dificuldade e incerteza, o Pontífice lembrou a responsabilidade de todas as forças políticas de se comprometerem urgentemente em benefício da nação. Destacando a vocação do País dos Cedros de ser terra de encontro, de convivência e de pluralismo, o Santo Padre reafirmou seu desejo de visitar o país tão logo as condições permitam

22 • ABR • 2021
 

O Santo Padre encontrou em audiência privada, no Vaticano, o primeiro ministro designado do Líbano, Saad Hariri. É o que informa o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni, respondendo às perguntas dos jornalistas.

"Durante as conversações, que duraram cerca de trinta minutos, o Papa quis reiterar sua proximidade com o povo libanês, que vive um tempo de grande dificuldade e incerteza, e lembrou a responsabilidade de todas as forças políticas de se comprometerem urgentemente em benefício da nação", disse ainda o porta-voz vaticano.

Reafirmando seu desejo de visitar o país tão logo as condições permitam, o Papa Francisco fez votos de que o Líbano, com a ajuda da comunidade internacional, volte a encarnar "a fortaleza dos cedros, a diversidade que da fraqueza se torna força no grande povo reconciliado", com sua vocação para ser "terra de encontro, de convivência e de pluralismo", acrescentou Matteo Bruni.