Ceará

A presença Salvatoriana no Ceará inicia-se em Parangaba, um bairro de Fortaleza. Era o remoto dia 6 de fevereiro de 1938. O arcebispo de Fortaleza, Dom Manuel da Silva Gomes, mostrou-se bastante interessado em ter os Salvatorianos em sua Arquidiocese. O primeiro a chegar lá foi o padre Lourenço Hergenhahn. Este, porém, teve que voltar logo para o Sul, por motivo de doença. Em seu lugar tomou posse, então, como pároco, o padre Belarmino Krause. Em 1939 começou a funcionar ali também, nas dependências da Paróquia, um seminário preparatório. Em 1944 este seminário foi transferido para Pacoti, CE. Finalmente em 1945, lança-se a pedra fundamental de um novo edifício em Paramgaba: o Seminário Mater Salvatoris, que foi inaugurado oficialmente no dia 09 de março de 1952. Os Salvatorianos também estiveram presentes a partir de 1947 no interior do estado, em Barbalha.

fonte: Raízes Comuns Salvatorianas